Skip to content

Table ou No table?

26 de julho de 2009

 

Semana passada tive um problema com margens renderizadas com difereça nos navegadores,  precisariamos que no site tivesse um body com fundo para que ele se repetisse acordo com o conteudo/tamanho de cada página do site, infelizmente descobri da pior maneira que as margens além de serem renderizadas diferente nos navegadores, isso também é afetada em cada versão de browser, então um “backgorund-position” com hacks era ineficaz.

Então após várias tentativas com divs envolvendo o conteudo, declarar no css o html e o body com 100% as páginas que possuiam scroll não herdava todo fundo, e adivinha, colocamos uma tabela somente para estrturar essa parte e o que aconteceu? Em um toque de mágina o site ficou perfeito, o fundo se adequando a todos os navegadores e o site ficou fluidosem problema algum.

Tive alguns problemas com não usar tabelas para estruturar sites, alguns clientes colocavam muito mais conteudo do que era permitido, mas a idéia de nosso projetos não é essa, tornar sites fixo e sim com conteudo fluido, para que um dia possamos colocar mais ou menos conteudo e o site continuar do  mesmo jeito.

Mando um post do meu chefe sobre ter ou não tabela, Ele retratou esta matéria em uma comunidade interna da nossa empresa, incentivado pelo problema que tivemos acima.

 

 

Resolvi lançar esse assunto pois tenho percebido que, em muitos projetos, estamos gastando um tempo danado, talvez muito maior do que o necessário, apenas para deixar o site todo tableless. Eu concordo que o modelo de formatação por tabela seja ultrapassado semanticamente, mas ao mesmo tempo ele nos dá uma confiança muito grande de que o que estamos construindo é realmente sólido. É como uma parede de alvenaria comparada à uma de gesso. Na parede de alvenaria podemos pendurar o que quisermos: armários, quadros, etc. Na de gesso, se não usarmos uma bucha especial, corremos o risco daquela parede desmoronar. A tabela nos tira a vantagem do design fluido e da flexibilidade de adaptar a mesma informacao de formas completamente diferentes. Em compensacao sabemos de antemao que, se uma pagina foi concebida para ter determinado layout, ela realmente vai ter aquele layout. E sejamos praticos, em 99,99% da vezes ela nao tem que ter layout diferente daquele em que foi concebida. Sera que realmente vale a pena gastar aquelas horas, dias ou semanas a mais, so pra ter essa falsa “flexibilidade”. A ponta do lapis provavelmente vai dizer que nao. O mais sensato me parece ser, antes de iniciarmos qualquer projeto, sentarmos todos juntos e definir uma estrategia de montagem, junto com equipe de html, design e comercial, e definir o caminho mais balanceado para atingir o que foi efetivamente vendido para o cliente.

via @postarek

Eu acho ideal termos sim tabelas pra estruturação de sites, assim conseguimos sempre ter um site fluido, mas como tabela não é acessível, não podemos descartar que o conteúdo em si precisa estar o mais lipo possível com ‘tabless’.

Enfim pessoas, postem suas opinioes!

One Comment leave one →
  1. 31 de dezembro de 2009 8:45

    Bem complicado isso memso.
    Eu estou tentando me desvencilhar do uso das tabelas para formatção do laoyt, mas são horas testando o posicionamento, tentativas com divs… para não conseguir o resultado final.
    Minha chefa me disse: “utilize a tabela e, quando conseguirmos montar com o CSS o lauoyt de jeito que queremos, então mude”.
    O problema é a questão da acessibilidade mesmo.
    Acho que temos muito ainda a aprender até conseguirmo usar tabelas apenas para tabulação de dados.

    Abraços.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: